Do ponto de vista do profissional

Criticar um jogador de futebol, de basquete ou de vôlei é fácil para quem está do lado de fora da quadra. Quando a paixão também está em jogo, a vontade é de voar no pescoço do infeliz que perdeu aquela bola e assumir seu lugar. Com a tecnologia entrando em campo, agora ficou fácil se colocar na pele de quem tem que tomar as decisões a cada bola que chega e aprender que criticar é fácil, o difícil é ser ágil em meio à pressão de uma torcida nervosa.
Dá uma conferida no mega ultra blaster campeão Roger Federer jogando tênis enquanto usa um Google Glass.

SocialMediaCast

elefantenogalho
Alaina Paisan estreia no Plantão do Zé falando sobre o Power Editor.

Leave a Reply