Divã do Zé Macaco.

Aprendemos desde cedo na nossa vida profissional alguns pontos importantes (se um dia você foi estagiário aprendeu alguns pontos a mais) e o planejamento não fica de fora dessa extensa lista. Quantas vezes você deixou tudo de lado para focar nos objetivos do seu cliente? Agora eu faço a mesma pergunta em relação a sua vida, quantas vezes se desligou de tudo para focar em si mesmo? Não estou falando de deitar no sofá duro e babar até o outro dia e sim, sentar nessa cadeira gostosa que você está para planejar estrategicamente e seguir a risca.

Aposto, e tenho certeza que ganho, que você sempre deixa de lado seu horário de almoço para dedicar-se a vida da sua empresa.  O mais interessante de tudo é que seu cliente possui planejamento para curto, médio e longo prazo, além das ações espalhadas pelo meio.

Já parou para pensar que as estratégias tomadas para as ações que vemos por aí são fantásticas e com resultados surpreendentes. Seguimos o que foi pedido e se bobear faremos bem mais para tudo sair com 200% de aproveitamento. Lembrando que tudo isso é para sua empresa e cliente.

Se nossos modos são assim profissionalmente falando imagine isso lá em casa, com certeza beira a perfeição, certo? (Deixo para vocês responderem) Ao chegar em casa parece que a tecla OFF entra em ação e a única coisa que ligamos é o chuveiro para tomar aquela ducha gelado para tentar relaxar, pois mais uma hora de extra no trabalho e você mataria seu chefe. Mas pera aí. Você não é apaixonado pela sua profissão? Não está na empresa que sempre quis trabalhar? Como assim? Cadê o seu planejamento de vida?

Certamente esses objetivos foram feitos quando você estava entrando na faculdade e acabava de ganhar uma vida nova, mas esse arquivo vale lembrar que nunca foi alterado. Aquele sonho em um dia trabalhar com Steve Jobs foi por água a baixo não porque ele morreu, mas sim porque nós nos acomodamos em um determinado ponto e deixamos nossos objetivos guardados a sete chaves.

Você já se questionou algum dia? Parou para pensar se o caminho traçado por você é aquele que um dia quis seguir? Vejo muitas pessoas entrarem para um ramo porque ele vai te dar um retorno bom, mas esse feedback  não é de satisfação e sim, de dinheiro. Com toda certeza do mundo creio que aos 50 anos essa pessoa já não vai ver a hora de se aposentar e jogar tudo para cima e @#$%&! o resto. Estou errado?

“Quem é jovem costuma acreditar que pode perfeitamente construir alguma ponte até a lua, ou erguer o mais suntuoso palácio ou o mais grandioso templo da Terra. Quando se chega à meia-idade, é bem mais fácil utilizar o mesmo material com o qual se faria uma ponte, um palácio ou um templo para se construir a mais sólida cabana.” (Henry David Thoreau)

49% dessa reflexão eu acredito sem dúvidas. Sonhar, quem nunca? Se você não faz isso comece a fazer já! Em uma matéria que eu li há algum tempo (me desculpem, mas não vou lembrar em que revista foi) falava que você conseguia alcançar metade do que sonhava. Portanto, toda hora que alguém falar que você sonha alto pense nisso.

“Nunca deixe que alguém te diga que não pode fazer algo. Nem mesmo eu. Se você tem um sonho, tem que protegê-lo. As pessoas que não podem fazer por si mesmas, dirão que você não consegue. Se quer alguma coisa, vá e lute por ela. Ponto final.” (The Pursuit of Happyness)

 

Zé Macaco

1 Comment

  1. Denyson

    Texto muito bacana!
    Um abraço, Augusto Cury!!!
    Brincadeiras à parte, o fato que tudo isso aí é pura realidade.

Leave a Reply